História da Abadia

POSTADO EM 11 de Maio de 2017

A abadessa Stefânia Köbele, O. Cist da Abadia de Itararé, desejava fazer uma fundação, na cidade de Monte Castelo, no Estado do Paraná, no Brasil. Assim, em 26 de junho de 1973, inicialmente ela pediu permissão ao Presidente da Congregação Brasileira, o qual respondeu que, como o mosteiro de Itararé era dependente do bispo diocesano, o pedido deveria ser encaminhado ao mesmo, como também era necessário a permissão do bispo da diocese que acolhe a fundação. Feito os devidos pedidos, a abadessa obteve no dia 29 de junho de 1973, a concessão do bispo de Itapeva, para a saída das monjas da clausura, o qual tinha a jurisprudência sobre aquele mosteiro. Ela também recebeu a permissão do bispo de Paranavaí, em 11 de março de 1975 , acolhendo a nova fundação e ainda, em 28 de setembro de 1973, ela recebeu a devida licença do Abade Geral . A Cúria da Ordem encaminhou o pedido à Santa Sé, a qual confirmou a fundação, com direito a ter noviciado, em 2 de junho de 1975, com o Rescriptum 1974/75, da SCRIS . Primeira fundação cisterciense no Brasil feita a partir de um mosteiro brasileiro. Assumiu como superiora da nova fundação, após algumas nomeações que não foram avante, a Irmã Antônia Zwerger, que era originariamente uma irmã conversa.

O mosteiro de Nª. Sª. de Santa Cruz de Monte Castelo, vulgo mosteiro de Monte Castelo, foi incorporado à Ordem através de sua incorporação na Congregação Brasileira, a qual aconteceu com o Rescriptum C. 109-3/89 da CIVCSVA, em 5 de setembro de 1989 .
O VIII Capítulo da CBC, realizado de 21 a 23 de fevereiro de 1995, recebeu e aprovou, por unanimidade , o pedido para elevar o mosteiro de Monte Castelo a Priorado sui iuris. Um mês depois, 21 de março, foi eleita pela comunidade para Prioresa, a Ir. Maria Antônia Zwerger , a qual foi confirmada pelo presidente da Congregação. Os respectivos documentos foram enviados à Cúria, que os encaminhou à Santa Sé, a qual aprovou a elevação à casa sui iuris em 29 de maio de 1995 . Finalmente, após esses procedimentos de praxe, o abade Presidente da Congregação Brasileira declarou que o mosteiro de Monte Castelo estava canonicamente ereto como Priorado sui iuris, em 12 de julho de 1995 . Elevado á Abadia no ano de 2007. Assumindo o governo como primeira abadessa a atual priora Me. Maria Antonia Zwerger, O.Cist. que devido sua idade já avançada renunciou no ano seguinte sendo sua sucessora Me. Maria Benedita de Oliveira, O. Cist. que após cinco anos de governo renunciou sendo nomeada sua sucessora a atual abadessa Me. Maria Verônica Negrizolli, O. Cist. A comunidade hoje é composta por quinze membros sendo treze de votos perpétuos e duas que iniciaram sua formação monástica no ano de 2016.

© Copyright 2018. Desenvolvido por Cúria Online do Brasil