Padre jesuíta é assassinado no Sudão do Sul

POSTADO EM 16 de Novembro de 2018

O Pe. Victor Luke Odhiamboil foi morto na noite de quarta-feira (14) por um grupo de homens armados que invadiu a residência dos jesuítas na cidade de Cueibet, no estado de Gok. Ninguém mais ficou ferido no local. Governo estadual decretou três dias de luto.

Andressa Collet - Cidade do Vaticano

O primeiro jesuíta de nacionalidade queniana foi assassinado no Sudão do Sul. O Pe. Victor Luke Odhiamboil foi morto na noite de quarta-feira (14) por um grupo de homens armados que invadiu a residência dos jesuítas na cidade de Cueibet, no estado de Gok. Ninguém mais ficou ferido no local.

O ministro da Informação de Gok, John Madol, comunicou que uma pessoa foi presa e que o governo local decretou três dias de luto. Já o prepósito-geral da Companhia de Jesus, Pe. Arturo Sosa Abascal, sublinhou que o queniano “deixa um nome, não somente no Sudão do Sul como primeiro jesuíta a morrer em serviço pelo seu povo, mas em toda a África Oriental como professor de milhares de estudantes em Nairobi, no Quênia, e na Dar Es Salaam, na Tanzânia”. 


© Copyright 2018. Desenvolvido por Cúria Online do Brasil