O Papa: obedientes à autoridade moral dos filhos de Deus que sofrem

POSTADO EM 16 de Novembro de 2019

“Não há cura sem pesquisa, disse Francisco, e não há futuro na medicina sem pesquisa”. São palavras do Papa Francisco ao encontrar a Comunidade do Hopsital Pedia´trico Bambino Gesu de Roma

Manuel Tavares - Cidade do Vaticano

O Papa Francisco concluiu suas atividades, na manhã deste sábado (16/11), recebendo na Sala Paulo VI, no Vaticano, cerca de 6 mil membros da grande Comunidade do Hospital Pediátrico “Bambino Gesù”, que pertence à Santa Sé, por ocasião dos seus 150 anos de fundação.


Ao cumprimentar com carinho a Direção hospitalar, médicos, paramédicos, enfermeiros, capelães, voluntários, benfeitores e, sobretudo, os pequenos pacientes e suas famílias, o Santo Padre recordou o nascimento do Hospital, por obra de uma mulher e mãe de grande inteligência, cultura e fé, Arabella Salviati, que, com seu gesto generoso e sensível, quis fazer um presente às crianças do mundo inteiro. Depois, a senhora Salviati ofereceu ao Papa esta sua obra preciosa. Assim, o hospital pediátrico tornou-se patrimônio, não apenas da comunidade romana, mas também italiana e internacional, uma realidade de vanguarda e projetada para o futuro.

O futuro é uma história de crianças

Expressando seu apreço pelo tema escolhido pelos 150 anos desta entidade hospitalar "O futuro é uma história de crianças", o Papa exortou:

“ Vocês médicos, cirurgiões e enfermeiros usam suas mãos como instrumento para curar. Estejam sempre cientes desta bênção que Deus lhes dá. Sua capacidade de curar é um dom para vocês e para as pessoas que lhes são confiadas. Nunca deixem faltar sua contribuição profissional e seu zelo para esta instituição hospitalar, que continua a mostrar a predileção especial da Santa Sé pelas crianças mais necessitadas ”

Não há cura sem pesquisa, disse Francisco, e não há futuro na medicina sem pesquisa. Que o mistério do sofrimento das crianças jamais deixe de interpelar suas consciências e motivar seu compromisso humano e profissional. E o Papa acrescentou:

“ Alegro-me pelo bom desempenho do hospital e seu constante crescimento, apesar de muitas dificuldades. Que ninguém seja rejeitado. É importante que a sustentabilidade e a eficiência sejam sempre garantidas, para que esta entidade continue a ser uma obra extraordinária de caridade da Igreja ”

O Santo Padre concluiu seu discurso à grande família do Hospital “Bambino Gesù”, encorajando todos a manterem escolhas corajosas e rigorosas, generosas e prudentes. Exortou também a seguir em frente, fiel ao Evangelho e obediente à autoridade moral dos filhos de Deus que sofrem: “Tudo o que fizeres a um desses irmãos pequeninos, a mim o fizestes".

© Copyright 2019. Desenvolvido por Cúria Online do Brasil